Zona central, seleccione para saltar esta zona Imagem Auxiliar

Lojas do Cidadão abrem os seus balcões a novas actividades privadas

Data: 23-11-2011

 

Logótipo da Loja do Cidadão Quem exerça uma das seguintes actividades - fornecimento de água ou energia, comunicações, banca, seguros, serviço de transporte, serviço postal, televisão e internet, análises clínicas, para farmácias, agências de viagens, livrarias, tabacarias, papelarias ou centros de cópias - pode agora associar-se a uma rede de sucesso, onde se efectuam mais de 30 mil atendimentos por dia e cerca de 10 milhões atendimentos por ano. O prazo do primeiro concurso foi prorrogado até 30 de Novembro.

 

A Agência para a Modernização Administrativa, I.P. abriu um procedimento para a instalação e prestação de serviços em 12 Lojas do Cidadão.

As lojas incluídas no procedimento são: Amares, Cantanhede, Cascais, Castelo Branco, Coimbra, Faro, Gondomar, Guarda, Odivelas, Penafiel, São João da Madeira e Viseu.

O concurso está aberto às seguintes actividades:

  • Agências de viagens;
  • Água;
  • Análises clínicas;
  • Banca;
  • Comunicações;
  • Energia;
  • Livrarias;
  • Tabacarias;
  • Papelarias e centros de cópias (conjuntas ou separadamente);
  • Máquinas de fotografia automáticas;
  • Para-farmácias;
  • Seguradoras;
  • Serviços de transportes terrestres, marítimos ou aéreos;
  • Serviço postal;
  • Televisão e Internet.

Para mais informações, pode consultar o anúncio de áreas disponíveis nas Lojas do Cidadão e o regulamento do concurso para cedência de utilização de espaços disponíveis nas Lojas do Cidadão.

O prazo para apresentação de propostas termina às 23:59h do dia 30 de Novembro de 2011, após prorrogação.

A rede de Lojas do Cidadão, gerida pela Agência para a Modernização Administrativa, foi criada em 1999 e conta hoje com 31 lojas em funcionamento, contabilizando um total de 99 milhões de atendimentos acumulados e uma média de 814 mil atendimentos mensais.


[Fonte: Portal do Cidadão com AMA]

Imagem Auxiliar